Jacqueline Lagrée publie "De Lípsio a Espinosa. Do horizonte da guerra à paz"

dans la revue brésilienne Discurso, de l'Université de São Paulo, n° 45-2, 2015.

extrait illustration Discuro

Introdução
Por que trabalhar este tema, a guerra e a paz, que pode parecer distante do proposto para este colóquio, sobre Republicanismo e democracia?
Porque muitas coisas foram escritas, inteiramente
pertinentes, sobre Espinosa, poeta da democracia, herdeiro do republicanismo
de Maquiavel. Daí o desejo de considerar o problema
a partir de uma outra perspectiva: sobre qual modelo se apoia
a reflexão política na época clássica? A cidade grega? O império
romano? A teocracia hebraica? As repúblicas italianas? A federação
das Províncias unidas? Por que privilegiar um e não outro?
Quais as consequências e apostas?